Numa época em que mais se destrói do que se preserva, estudar animais na natureza é uma tarefa cada vez mais difícil. Por isso as áreas preservadas são importantes. Meu desejo é que elas sejam mantidas e ampliadas.

A Estação Ecológica de Águas Emendadas é uma área preservada representativa do bioma cerrado, onde a médica veterinária Laila P. e a bióloga Marilia L. desenvolveram pesquisa genética e epidemiológica com o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus). Animal símbolo do cerrado, o lobo-guará é cada vez mais raro de se encontrar na natureza. A importância deste estudo é incalculável se levarmos em conta que o bioma está desaparecendo e o que se sabe até hoje, é fruto de poucos e dedicados estudiosos.

A Estação de Águas Emendadas fica a + ou - 50 km de Brasília. Mantém e protege populações significativas de pequenos mamíferos, como ratos silvestres, morcegos, tatus, cutias, cachorro-do-mato, veados e gatos-pintados. Algumas espécies estão na lista oficial ameaçadas de extinção, como o tamanduá-bandeira- o veado-campeiro, o lobo-guará e o tatu-canastra.

Exceção entre as unidades de conservação, águas emendadas conta com uma equipe de profissionais que fazem a diferença no quesito de educação ambiental e proteção ambiental.


IMG_0856
_MG_1046
IMG_0857
_MG_0869
_MG_0888
_MG_0875
_MG_0892 _MG_0882
_MG_0914
_MG_0919
_MG_0928
_MG_0945
_MG_0963
_MG_0935
_MG_0951
_MG_0957
_MG_0973
_MG_0971
IMG_0984
_MG_0940
_MG_0894
_MG_1048
_MG_0899
IMG_0992
IMG_1051
IMG_1055
IMG_1056
IMG_1059